REGIÃO

Região das Missões sediará o Encontro Jesuítico da Sudamérica


  • Por
  • 05/12/2017 - 08h30
Brasil Sartori (primeiro à esquerda) representou a região missioneira nos trabalhos realizados na Bolívia (Divulgação)

Estão tendo sequência as articulações e avanços para integrar o Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia em uma única rota turística. Entre as próximas etapas está a formatação do roteiro unificado, mediante um estudo de mercado dos cinco países, com lançamento previsto para março do próximo ano, na XXII Feira Internacional de Turismo (FIT), em Cochabamba/Bolívia.
Esta e outras ações, como criação de uma única marca e plano de marketing direcionado a promoção turística mundial das Missões da América do Sul, foram deliberadas na reunião do Conselho Diretor da Ruta Jesuítica Internacional, durante o 2º Encuentro de Gobernadores, Intendentes, Prefeitos y Alcaldes de las Misiones Jesuíticas de Sudamérica, realizado nos dias 27 a 29, em Santa Cruz de La Sierra e San Ignacio de Velasco, na Bolívia.
O evento teve abertura oficial na tarde do dia 27 pelo governador anfitrião, Rubens Costas Aguilera, e contou com a presença de autoridades e membros da iniciativa privada das nações envolvidas. Logo após iniciaram os trabalhos de cooperação do conselho diretor, conduzidos pelo vice-presidente da Ruta e intendente de San Ignacio de Velasco, German Caballero, quando foram definidas as próximas ações que serão desenvolvidas pelo Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia.
“A reunião, que foi muito bem coordenada pelo amigo German Caballero, é de expressiva importância para manter ativa a integração entre os países”, evidenciou Brasil Antonio Sartori, presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões). Sartori afirma que também ficou acertado a viabilização da regularização documental para que Ruta Jesuítica adquira personalidade jurídica.

DELEGAÇÃO BRASILEIRA
Da região das Missões/Rio Grande do Sul/Brasil, participaram do evento os membros do conselho diretor da Ruta, Brasil Antonio Sartori (representando o setor público), conselheiro e secretário geral da Ruta; Romaldo Melher (setor privado), da operadora de Turismo Caminho das Missões; Ricardo Klein, diretor do Detur; André Kryszczun, secretário Adjunto de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Cultura do RS (Sedactel); Iara de Aguiar Sartori, presidente da Associação das Primeiras-Damas das Missões, e Karin Schmidt, jornalista e assessora de imprensa da AMM/Funmissões.

FEIRAS
E EVENTOS
De acordo com Romaldo Melher, além do roteiro integrado e modular, organizado pelas operadoras de turismo que compõem as Missões Jesuíticas, os cinco países terão representação em feiras e eventos. “Como são as operadoras que atuam na área comercial, definimos as participações, assim distribuídas: Brasil (ABAV/SP e Festuris/Gramado); Paraguai (FITPAR/Assunción);Argentina (FIT/Buenos Aires); Bolívia (FIT/Cochabamba), e Uruguai, como não tem este tipo de eventos, será feito um workshop”, relatou Melher.

PÚBLICO E PRIVADO
Quanto à parte funcional, ficou estabelecido que os representantes da iniciativa pública e privada de cada país a sediar o evento, ficarão responsáveis pela disponibilização do estande das Missões Jesuíticas de Sudamerica. “No espaço, que contará com participantes do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia serão trabalhados pelas operadoreas de turismo workshops e rodadas de negócios para vender o produto integrado da Ruta”, explicou Romaldo.
Neste sentido, o secretário geral da Ruta no Brasil, Antonio Sartori, manifestou sua admiração pelo fato de que, segundo conversas com os intendentes em alguns municípios visitados, não só o poder público, mas também os empresários investem em cultura.

APOIO DO GOVERNO
Secretário Adjunto de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Cultura do RS, André Kryszczun evidenciou a unidade da governança dos cinco países.
Segundo ele, na medida em que essa relação se aprofunda será mais fácil superar eventuais dificuldades na implantação efetiva da Ruta. “A região das Missões esteve muito bem representada pelo poder público e privado.
A presença do governo do Rio Grande do Sul foi importante para chancelar estas ações que estão se concretizando, pois também temos a responsabilidade de acompanhar o que se desenvolve no contexto do Estado”, reconheceu o secretário adjunto da Sedactel.

 

Hospitalidade dos bolivianos é citada como referência

Sobre o próximo Encontro das Missões Jesuíticas de Sudamerica, que será realizado na região das Missões, talvez incluindo uma programação na capital gaúcha, na segunda quinzena de novembro de 2018, Brasil Sartori adiantou que para garantir o êxito do evento, há muito para se fazer, desde agora.
“Precisamos da parceria do poder público e privado para traçarmos um plano de ação. Vale lembrar que cada um dos 26 municípios terão que se envolver neste processo e se apropriar de suas atribuições, pois serão os missioneiros do Brasil que irão sediar o evento”, aviso, exemplificando a receptividade boliviana.
“Fomos tratados com expressiva valorização desde o primeiro dia, pelo governador Rubens Costas Aguilera, por sua equipe que acompanhou e deu assistência para a delegação brasileira, por cada um dos intendentes, pela imprensa e pelos povoados dos municípios que visitamos”, avaliou Sartori, ao enfatizar: “agradecemos a atenção, a receptividade, as belíssimas apresentações de corais, orquestras e danças típicas, com que fomos contemplados em todas as localidades que passamos. Parabenizamos o governo de Santa Cruz de La Sierra, extensivo ao povo da Bolívia. Esperamos os irmãos missioneiros da Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai em novembro de 2018”, convidou o dirigente da AMM/Funmissões.
Sartori ainda contextualizou que, conforme acordado na Bolívia, o intendente German Caballero será o interlocutor junto ao governo de Santa Cruz e em breve virá até a sede da AMM/Funmissões, na região das Missões, para auxiliar na organização do Encontro em novembro de 2018.

PUBLICIDADE
`).insertAfter(ps.get(i - 2)); }