POLICIAL

Polícia acredita em feminicídio em Salvador das Missões


  • Por
  • 30/01/2018 - 11h00
Arquivo Pessoal

Na tarde de segunda-feira, 29, a contadora Roseli Maria Leichtweis, 32 anos, foi assassinada em Salvador das Missões. Os trabalhos investigativos realizados até agora pela Polícia Civil apontam para um feminicídio.
O crime ocorreu por volta das 17 horas na residência da vítima. O corpo foi encontrado em meio a plantação de milho. Levantamento pericial foi realizado pela equipe do IGP de Santo Ângelo.
De acordo com o jornalista Luiz Henrique Franqui, o delegado Marcus Viafore, da Delegacia de Polícia de Cerro Largo e responsável por conduzir as investigações da morte de Roseli, as informações preliminares colhidas pela Polícia Civil apontam para o feminicídio.
Há poucos dias, Roseli teria ido até a Delegacia de Polícia onde efetuou registro contra o ex-companheiro, de quem estava se separando. Ela não solicitou as medidas protetivas, porém, informou que o homem possuía uma arma de fogo.
Feminicídio é o homicídio doloso praticado contra a mulher por “razões da condição de sexo feminino”, ou seja, desconsiderando a dignidade da vítima enquanto mulher, como se as pessoas do sexo feminino tivessem menos direitos do que as do sexo masculino.
A pena para este crime é de 12 a 30 anos de prisão.
Pessoas que podem auxiliar na elucidação do crime começaram a ser ouvidas na manhã desta terça-feira, 30, pela Polícia Civil.

PUBLICIDADE
`).insertAfter(ps.get(i - 2)); }