GERAL

Moradores tem casa invadidas por esgoto


  • Por
  • 04/09/2018 - 08h34
Cristiano Devicari/AT

O final de semana chuvosos causou susto e transtornos para famílias que vivem em trecho da travessa Basso, próximo as instalações do antigo Curtume Basso, na área central da cidade. Um dos casos que chamou a atenção foi o de Renato Bittencourt, que teve sua casa invadida pelo transbordamento do esgoto. Além de alagar a residência, vários móveis foram danificados. O senhor acamado teve que ser retirado às pressas pela família da moradia e levado à casa da filha.
Outro moradora que teve problema com o transbordamento de esgoto foi Marilei Silva, da casa nº 46. Ela explica que o problema começou da noite de quinta para sexta-feira. “Noite que começou a vazar água da caixa de gordura na calçada onde fica a piscina. Além do problema do mau-cheiro parte da casa foi invadida pela água suja que veio da tubulação. Fizemos contato com a Corsan que somente apareceu na manhã de sábado. A equipe da Companhia começou a procurar os pontos da rede de esgoto e estouraram tubulações da drenagem das águas pluviais para conter o alagamento”, relata Marilei.
Quem também levou um susto foi Aloisio Sbabo, da casa nº 81. Ele conta que sua casa também foi invadida pela água suja do esgoto.
“A Corsan esteve aqui e foi apontado que o grande problema estaria numa das casas da massa falida do Curtume Basso. Ali foi aberta uma tubulação e as pluviais estão passando por debaixo do porão da casa. Isso é preocupante porque a água está passando no porão da residência. Isso pode comprometer a estrutura da casa”, diz.
Sbabo acredita que o problema começou depois que a Corsan fez a nova rede de água e que ela possa ter sido interligada com a rede antiga, que tem uma tubulação velha e estreita. “Isso deve ter rompido a tubululação”, afirmou.

Gerente diz que interligações de esgoto cloacal com

o de águas pluviais foi a causa do problema

O gerente da Corsan, Araken Maicá, explica que não teve ligação da nova rede de esgoto com a antiga. “Em momento algum fizemos isso e inclusive estamos substituindo as antigas redes por novas. Assumimos a rede deste local em 2010. O problema que constamos neste ponto do problema foram as interligações erradas de águas pluviais com esgoto cloacal”, diz.
Fomos no sábado e colocamos um caminhão hidrojato para a drenagem das águas, mas não estava sendo possível o pleno controle da situação porque não estávamos conseguindo identificar onde estava a rede. “Fomos no ponto de deságua na rua Sete de Setembro e o local não tinha escoamento. Pensávamos que tinha sido quebrado a tubulação em algum ponto. No entanto, acabamos descobrindo uma pedra interrompendo a tubulação de uma das casas e isso deve ter sido a causa”.
O gerente da Corsan conta que uma nova rede estará sendo colocada no local dentro do projeto de modernização do sistema pela companhia.
O gerente da Corsan revela que durante ação no último sábado, dia 1º de setembro, sua equipe quase sofreu um acidente ao verificar a tubulação que passa embaixo de uma calçada ao lado do antigo Curtume Basso. “Ao transitarmos neste ponto a calçada se rompeu e quase que caímos na tubulação. O buraco permanece aberto no local e a Corsan colocou fitas de contenção para evitar que as pessoas se aproximem do local, evitando assim acidentes.

 
PUBLICIDADE
').insertAfter(ps.get(i - 2)); }