GERAL

Cerca de quatro mil crianças devem ser vacinadas em oito pontos


  • Por
  • 04/08/2018 - 11h01
Crianças deverão ser vacinadas até o dia 31 deste mês com o Dia D marcado para o sábado, 18 (Banco de dados/AT)

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo será realizada no período de 6 a 31 de agosto, tendo como dia de divulgação e mobilização nacional 18 de agosto.
O objetivo dessa campanha é vacinar todas as crianças do público alvo contra poliomielite e sarampo, mesmo que estas já tenham administrado estas vacinas conforme o calendário de vacinação, com isto contribuindo para a redução do risco de reintrodução do poliovírus selvagem, sarampo e rubéola.
A coordenadora de Vigilância Epidemiológica e Imunizações, Juliane da Rosa, explica que a população alvo desta ação é composta de crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias, correspondendo a 3.791 crianças em Santo Ângelo. A meta mínima a ser alcançada corresponde a 95% de cobertura vacinal contra poliomielite e sarampo.
Juliane afirma que as vacinas estarão disponíveis em sete locais em Santo Ângelo, que são a Secretaria Municipal de Saúde, o Centro Social Urbano, os postos dos bairros Rogowski, Subuski, Nova, União, São Carlos e Indubras. “Nesta campanha os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação dessas doenças e devem comparecer aos serviços de vacinação com suas as crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro”, lembra Juliane.

Polio

No que se refere à poliomielite, esta é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um qua­dro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arre­flexia no segmento atingido.
A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.
Desse modo, reforça-se a necessidade da realização da campanha contra a poliomielite e contra o sarampo, a fim de captar crianças ainda não vacinadas ou que não obtiveram resposta imunológica satisfatória à vacinação, minimizando o risco de adoecimento dessas crianças e, consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não vacinados.

Locais de vacinação

Centro de Apoio a Mulher e Criança (Secretaria Municipal de Saúde) - 7 às 11 horas e 13h30min às 17h30min
Centro Social Urbano (CSU) – 7h30min às 11h30min e 13h30min às 17 horas
Das 7h30min às 11h30min e 13h30min às 16 horas nos postos: ESF Rogowski; ESF Subuski; ESF Nova; ESF União; ESF São Carlos; ESF Indubras.

PUBLICIDADE
').insertAfter(ps.get(i - 2)); }