GERAL

Aumenta em 52% o número de encaminhamentos de aposentadoria no INSS de Santo Ângelo


  • Por
  • 30/03/2019 - 11h01
O gerente da agência local, Ubirajara Boays, explica que avaliação refere-se aos últimos sete meses (Cristiano Devicari/AT)

O projeto de reforma da Previdência, que prevê aumento do tempo de contribuição para 40 anos e idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos, mulheres, fez com que muitas pessoas procurassem o INSS para o encaminhamento de aposentadorias. Dados a agência de Santo Ângelo revelam que no município aumentou em 52,72% o número de pedidos de aposentadoria.
Conforme o gerente do INSS local, Ubirajara Boays, o aumento refere-se ao período de setembro de 2018 a março de 2019. “O aumento de mais de 52% é baseado na média global destes sete meses numa comparação ao mês de fevereiro de 2018”.
Os números do INSS de Santo Ângelo mostram que em setembro de 2018 foram 74 encaminhamentos (um aumento de 5,28%), enquanto em outubro do mesmo ano foram 89 encaminhamentos (5,56%). Já em novembro foram 65 pedidos mas em apenas 11 dias uteis contra os 16 dias úteis de outubro, ou seja, um aumento de 5,90%. Em dezembro, por sua vez, foram 97 encaminhamentos, um crescimento de 6,46%.
Em janeiro de 2019 o número de pedidos passou para 115 com um aumento de 7,66% e em fevereiro, 117 num aumento de 7,80%. E em março teve 95 encaminhamentos, um aumento de 6,33%.

APOSENTADORIA
Hoje, há diferentes modalidades de aposentadorias: a por tempo de serviço (35 anos de contribuição para o homem e 30 para mulheres com incidência de fator previdenciário); a por idade (65 anos para o homem, e 60 anos para mulher com 15 anos de contribuição); fórmula 86/96 sem fator previdenciário (homem 61 anos de idade e 35 anos de contribuição, enquanto a mulher 30 anos de contribuição e 56 anos de idade); a rural (60 anos de idade para o homem e 55 anos de idade para mulher com 15 anos de exercício de atividade rural).

PUBLICIDADE
').insertAfter(ps.get(i - 2)); }