Acervo de Renato Russo ganha exposição itinerante

 

 

 

Um dos ícones do rock nacional deve ganhar uma exposição itinerante em 2016. O filho do cantor e compositor Renato Russo, Giuliano Manfredini abre as portas do apartamento, onde Renato morou de 1990 á 1996, no Rio de Janeiro e mostra o acervo que fará parte da exposição.

 

Segundo o site do UOL, o apartamento do fundador da banda Legião Urbana parece um museu em si, já que permaneceu fechado e praticamente intacto por quase 20 anos. Está tudo do jeito que Renato deixou: seus discos de vinil, CDs, livros, móveis, esculturas, quadros, desenhos, fotos, discos de ouro além dos objetos que decoram a sala.

 

Um manuscrito com a letra da música “Across my Master”, que o Ranto escreveu encontra-se no apartamento, a canção remete á uma homenagem do músico á seu pai. Fotos da infância de Renato ainda permanecem no lugar, assim como todos os outros objetos que são cuidados com todo o carinho e dedicação por Cíntia Paiva, a secretária particular de Renato Russo. Ela visitava o apartamento toda a semana, e levava consigo uma faxineira para manter o lugar limpo, e as  roupas do cantor imaculadamente limpas e passadas.

 

Carmen Manfredini, a irmã do cantor, e o pai, Renato, faziam visitas periódicas ao local. Foi dela a ideia de preservar o lugar, buscando manter objetos e materiais inéditos. Giuliano, que quando criança passou férias, finais de semana e feriados com o cantor no imóvel, também ficou longe. Os avós queriam poupá-lo. Até que, há alguns dias, ele decidiu voltar à casa do pai. "Entrei e vi que, depois de muitos anos, a posição dos móveis era praticamente a mesma do passado", diz.

 

Foi a partir daí que as dezenas de livros, com letras, rabiscos, poemas e anotações de Renato em páginas amareladas inspiraram Giuliano á realizar a exposição.

 

 

 

 

 

 Foto: Folha de SP

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar