"SuperStar" estreia com falhas no sistema de votação

 

 

 

 

O programa Super Star que teve a sua estreia no domingo, 06, cercada de muitas expectativas, acabou decepcionando os telespectadores.

 

A nova atração dominical da Globo, teve problemas justamente com o seu principal diferencial: o método de votação que se tratava de um aplicativo, onde o público poderia votar online via celular ou tablet em seu candidato preferido.

 

Para piorar a situação, no confronto direto com o “Programa Silvio Santos'', do SBT, o placar foi negativo.

 

Criado e lançado em Israel em 2013, “Superstar'' já foi vendido para vários países. Nos EUA, será exibido pela rede ABC a partir de junho.

 

Talvez por excesso de procura, muita gente não conseguiu participar da votação. Foram inúmeras as reclamações no Twitter de espectadores frustrados por não conseguirem participar da brincadeira. A Globo não informou número algum durante o programa – nem dos votos em cada banda, nem de quantas pessoas estavam usando o aplicativo.

 

Durante o programa, nem a apresentadora Fernanda Lima, nem seus assistentes, Andre Marques e Fernanda Paes Leme, fizeram qualquer menção aos problemas técnicos enfrentados pelos espectadores.

 

Apesar dos imprevistos o programa possui um formato interessante. À medida que o grupo toca, o público vai votando no aplicativo. Se alcançar 70% de votos positivos, uma “cortina'' se abre e a banda é aprovada.

 

A área de tecnologia da emissora tem uma semana para trabalhar até o próximo programa. Ao final da temporada, a banda vencedora ganha um prêmio de R$ 500 mil.

 

Foto: Divulgação

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar