Beber água em excesso é um risco para a saúde


 

Be­ber muita água possa trazer consequências desagradáveis ao orga­nismo. Mas o abuso é capaz de causar até a morte. O principal proble­ma do excesso é a cha­mada hiponatremia, que é o desequilíbrio na concentração de eletrólitos no sangue, principalmente o só­dio.

 

Nesse caso, acon­tece uma diluição dos sais existentes no sis­tema circulatório. A diluição exagerada desses eletrólitos pode fazer com que sua fun­ção seja reduzida. As conseqüências são dores de cabeça, mal-estar e até mesmo parada cardíaca, em razão da disfunção elé­trica que compromete a contração do múscu­lo cardíaco. Isso pode ser fatal mesmo em in­divíduos saudáveis.

 

Segundo o profes­sor José Abrão Cardeal da Costa, da divisão de Nefrologia, da Faculdade de Medi­cina de Ribeirão Preto, pessoas com cálculos renais devem manter um volume urinário de dois a três litros por dia para prevenir a for­mação dos cálculos.

 

Portadores de ne­fropatias perdedoras de sal também preci­sam urinar mais, às ve­zes marcas superiores a quatro litros diários. “Quem tem diabetes insipidus central ou nefrogênico (genético ou adquirido) precisa manter volume uriná­rio de até cinco litros”, explica Costa.

 

Portanto, se você não faz parte dessa turma, esqueça tudo o que já ouviu falar sobre o consumo de água. A pele não vai ficar mais bonita e você não vai emagrecer apenas ao tomar os dois litros di­ários dessa bebida.

 

Foto: Divulgação

Comentários   

 
-1 # nao interessa 20-02-2015 11:28
É agora eles vem com essas matérias sobre agua, querem que a população pare de consumar para que os ricos tenham em abundancia uma ova, fico 1h no chuveiro e bebo 5 litros de agua sim.O brasil tem agua de sobra e ficam metendo isso na cabeça da população acham que somos burros.
Responder | Responder com citação | Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar