Saiba o que levou um professor universitário a decidir viver um ano em uma lixeira

 

Ele morava em uma casa de 230 metros quadrados, mas agora passa as noites dormindo nos 3 metros quadrados de uma lixeira adaptada. O Dr. Jeff Wilson é professor de ciência ambiental na Universidade Huston-Tillotson, em Austin, Texas (EUA), e quer provar que é possível viver com menos e de forma sustentável.

 

 

A experiência foi chamada de The Dumpster Project (“Projeto Lixeira”, em português) e tem duração prevista de um ano. Nesse período, a casa-lixeira será adaptada de diversas formas e o professor pretende encontrar a configuração ideal de sua nova moradia. Localizada no próprio campus da universidade, a lixeira já ganhou algumas adaptações. Após ser completamente higienizada, a casa de Jeff Wilson ganhou um novo teto, com possibilidade de abertura, uma estação do tempo e um ar condicionado – sobreviver ao verão texano pode ser uma tarefa difícil, segundo ele.

 

 

Dentro da lixeira, há uma cama improvisada, alguns itens de decoração e seu guarda-roupa, que hoje consiste em quatro pares de calças, quatro camisas, três pares de sapatos, três chapéus e algumas gravatas-borboleta. A intenção é que nos próximos meses a lixeira ganhe um painel solar para produzir energia suficiente para um abajour e para o ar-condicionado, uma pia, um chuveiro e uma privada, que devem ser instalados do lado de fora da estrutura – por enquanto, ele utiliza os banheiros da universidade.

 

Segundo Jeff Wilson, o objetivo do projeto é provar que é possível criar opções de habitação sustentáveis e baratas. Finalizado o ano proposto pelo projeto, ele pretende viajar com sua casa-lixeira pelo país, dando palestras em escolas e universidades sobre a iniciativa. E provar de uma vez por todas, claro, que é possível ter uma vida plena com muito menos.

 


 

 

Fotos: The Dumpster Project

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar