Assalariados rurais ganham aumento de 9,34%

Em Convenção do Dissídio Coletivo dos trabalhadores rurais de quatro municípios da microrregião de Santo Ângelo, ficou acordado que os assalariados serão contemplados com um aumento salarial de 9,34%, bem acima da média inflacionária do período de que foi de 6,5%. A decisão foi tomada na manhã desta quinta, 13, em reunião realizada na sede do Sindicato Rural (SR) da Capital das Missões.
O piso salarial dos assalariados rurais que começa a vigorar a partir de 1º de março deste ano será de R$ 890,00. O ganho real da categoria foi de 2,5%. A Convenção Coletiva do Trabalho contou com as presenças do presidente do SR, Cláudio Gilberto Duarte, vice-presidente da entidade, Laurindo Roberto Nikititz, e demais diretores da entidade, presidentes dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STRs) de Santo Ângelo, Entre-Ijuís, Eugênio de Castro e Vitória das Missões, Oswaldino José Lucca, José Carlos Pizolotto, Orlando Irineu Teixeira, e Arlindo Buzzato, respectivamente, assessora jurídica do STR local e da Convenção, Fabiane Minuzzi.
Cláudio salienta que a média de reajuste salarial em Santo Ângelo e microrregião variava de 1,2% a 1,5% do piso básico acima da inflação. O salário anterior, compara, era de R$ 814,00. Lucca estima que acima de 500 trabalhadores rurais com carteira assinada serão beneficiados com este aumento nos quatro municípios.
PROFISSIONALIZAÇÃO
Lucca lembra que as assembléias dos quatro STRs e mais o SR foram realizadas em dezembro e ontem se reuniram os diretores das entidades para firmarem o acordo. Ao justificar o porquê do reajuste salarial acima do índice inflacionário do período, Cláudio foi enfático ao dizer que é devido à qualificação dos trabalhadores do campo. "Hoje é um setor profissionalizado e pela importância muito grande que exerce no setor produtivo na economia desta microrregião abrangida pelo Sindicato Rural", reforça Lucca.
Cláudio lembra que muitos assalariados rurais se submeteram a cursos de qualificação e o SR decidiu, então, valorizar a categoria, através deste acordo entre a entidade que preside e os demais STRs. Lucca destaca que a grande maioria dos agricultores que atuam nos mais diversos setores da agropecuária se encontra atualmente profissionalizada.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar