Yuri tem 6 meses e mora no Hospital Santo Ângelo

 

 

     Yuri Cassiano Schons tem 6 meses, nasceu no dia 8 de abril, ele é filho de Luciane Eich e Ricardo Schons moradores de Cerro Largo e é mais uma criança que reside no Hospital Santo Ângelo devido a seus problemas de saúde.
Yuri tem atrofia muscular espinhal e desde os 2 meses percorre os hospitais com infecções e outros problemas resultantes da doença. A mãe Luciane fica o tempo todo com Yuri, enquanto o pai Ricardo trabalha em Cerro Largo em uma oficina de caminhões da Loja Becker.
     Para cuidar do Yuri, a mãe conta com a ajuda de uma acompanhante Lorena Justen. “Eu não ia conseguir ficar sozinha com ele, porque tem uma série de cuidados como virar ele a cada duas horas e como o pai precisa trabalhar pra gente poder se manter, já que tem um custo alto ai tenho a ajuda da Lorena”, fala Luciane. Os principais gastos de Luciane são relacionados a fraldas, lenço umedecido, alimentação, entre outras coisas.
     Yuri está sendo atendido pelo SUS e Luciane diz que só tem a agradecer aos médicos Ubiratã Gomes de Almeida e Guilherme Dutra Pinto. “O Heitor precisou fazer um procedimento que custava R$ 6 mil e o SUS não cobria, então os médicos Ubiratã e Guilherme fizeram de graça e deram o material que precisava”, comenta emocionada Luciana. Ela agradece também ao fisioterapeuta que duas vezes ao dia faz fisioterapia com Yuri para que ele não atrofie mais.
Para que o Yuri possa ir para casa é necessário uma Home Care , que é uma UTI em casa, para isso a família já entrou na justiça. Outro desejo da família é um aparelho que expande o pulmão e solta o catarro. “O aparelho se for comprar custa R$ 25 mil e o aluguel custa R$ 1.250,00 por mês e por isso precisamos de doações”, fala Luciane.
     A DOENÇA
     A mãe conta que teve uma gestação normal e fez todos dos acompanhamentos, nas duas primeiras consultas com 15 e 30 dias estava tudo bem. "Quando fomos para a terceira consulta com 1 mês e 15 dias o médico falou que a criança tinha alguma síndrome, que não era uma criança normal porque não tinha reflexos como outras crianças. E nos para Porto Alegre fazer um exame, mas que primeiro nos mandou ir a uma neuropediatra”, comenta Luciane.
     A neuropediatra confirmou que o Yuri tinha alguma síndrome e quando fez o exame em Porto Alegre foi comprovado que ele tem a atrofia muscular espinhal. “Com dois meses não deglutia mais e pegava pneumonia mais fácil. Desde que ele nasceu, não tinha muita força para sugar, mas a gente nunca desconfiou por ser o primeiro filho, não sabia. Com dois meses internou com pneumonia, com três meses internei urgente em Santa Maria, porque ele não respirava mais”, conta a mãe. Após dar alta, quando chegou em casa teve que voltar, pois tinha pego uma infecção.
     “Ai , o doutor Guilherme entubou e encaminhou para Santa Maria, lá fiquei dois meses com ele. Nesse período fizeram uma campanha em Cerro Largo. Então o diretor do Hospital de Santa Maria e de Santo Ângelo, combinaram e conseguiram transferir o Yuri para cá” ressalta. Agora vai fazer dois meses que o Yuri está no Hospital Santo Ângelo.
     DOAÇÔES
     Podem ser feitas para a conta 390384400-0, agência 0587 do Banrisul de Cerro Largo e maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (55) 8124-3279.

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar