Justiça autoriza divulgação de gravações do caso Bernardo

 

Segundo o site da Rádio Gaúcha, o Ministério Público de Três Passos obteve autorização judicial nesta quinta-feira, 15, para divulgar os áudios que embasaram a investigação da Polícia Civil sobre o caso Bernado. As gravações foram relevadas pelo órgão na tarde de hoje, durante coletiva à imprensa em Três Passos.

 

Também foi confirmada nesta quinta-feira a transferência da promotora Dinamárcia Maciel Oliveira, responsável por acompanhar a situação do menino Bernardo, para São Luiz Gonzaga, na Região das Missões. A conduta da promotora chegou a ser questionada após a confirmação da morte do garoto, já que teria recebido informações sobre uma tentativa da madrasta de matar Bernardo em dezembro do ano passado.

 

Na reunião com a imprensa desta tarde, o MP apresenta os detalhes da denúncia contra o pais do menino Bernardo, o médico Leandro Boldrini, a madrasta, Graciele Ugolini, e a assistente social Edelvânia. Os três foram denunciados pela Polícia Civil por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. A coletiva é conduzida pela promotora Dinamárcia Maciel Oliveira.

 

 A Rádio Gaúcha transcreveu algumas frases das escutas divulgadas:

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar