Polícia investiga morte de mulher no bairro Haller

Crédito foto: Rogério Sartori/AT

 

 

Mais um homicídio foi registrado em Santo Ângelo. Este é o 12° do ano. Durante à noite da terça-feira, 22, um casal estava passando de motocicleta pela Travessa João Paulo XXIII, nas proximidades da Associação Médica, onde foram atacados e receberam pelo menos sete disparos de arma calibre 12. A mulher identificada por Tatiana Machado da Luz de 21 anos, morreu logo que entrou no Hospital, já o foragido da justiça, Vinicius Maia Ferreira, 25 anos que estava com um colete a prova de balas, está na UTI do Hospital Santo Ângelo, em estado estável. Com ele a BM localizou um revólver calibre 38 com cinco cartuchos intactos.
De acordo com o Delegado Rogério Junges, a Polícia Civil já tem um suspeito do crime e segue investigando, para saber se mais pessoas participaram da ação. “A tese mais forte é a de vingança, pois Vinicius que já tem passagens por roubo, tentativa de homicídio, já esteve preso, portanto possuía algumas desavenças. Ele estava na condição de foragido da Justiça, por sair do Instituto Penal de Santo Ângelo,
sem autorização da Justiça. Agora precisamos montar o quebra-cabeças para saber como o suspeito sabia que o casal estava jantando na casa de amigos e ficou esperando o momento em que eles passavam pela rua para ir comprar refrigerante”, explica. O delegado disse que com certeza Maia não morreu no local por estar usando o colete a prova de balas, pois o colete ficou com vários furos dos chumbos da munição. Já a jovem não teve a mesma sorte e morreu no Hospital. Pela parte da manhã a Polícia Civil retornou ao local do crime e encontrou mais um revólver calibre 38, e mais estojos de munição calibre 12. O delegado ressalta que com certeza o alvo seria o homem, mas como a mulher estava junto com ele, acabou morrendo. Ela deve ter sido morta para não ter uma testemunha do crime. A Polícia vai aguardar a recuperação de Vinicius para ouvi-lo. Tatiana era moradora do bairro Harmonia e tinha uma filha de 6 anos.
A equipe de reportagem do jornal A Tribuna conseguiu falar com a mãe de Vinicius, uma senhora de 58 anos que disse não saber o motivo que levou a pessoa a tentar tirar a vida de seu filho. A senhora disse que teve 5 filhos, mas dois já foram mortos. Ela disse que seu filho estava cumprindo pena no Instituto Penal de Santo Ângelo, e saiu de lá no dia 11 deste mês, não retornando mais, por isso ele estava na condição de foragido. A mãe do jovem também disse que cria duas crianças, de 4 e 7 anos, que são filhos de Vinicius.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar