Mãe e filha tramaram crime e adolescentes executaram a vítima

Crédito foto: Polícia Civil/Divulgação

 

O crime que resultou na morte de Luis Sérgio Rosa dos Santos, 46 anos, foi mais cruel do que se imaginava. A primeira versão, dando conta que a filha de 16 anos teria assistido a morte do pai já havia chocado a comunidade. Porém, na verdade ela e a mãe planejaram o crime, que foi executado pelo namorado da jovem, de 19 anos, e por outro adolescente de 17 anos.
Segundo a Polícia Civil, Luis Sérgio se relacionava com várias mulheres e saiu da casa onde residia, no bairro Castelarim, na noite de 9 de abril, dirigindo-se até o bairro Colméia. Ele foi até a casa de uma das suas companheiras, com quem tinha a filha de 16 anos. Na primeira versão, os adolescentes e a menina contaram que ao chegar no local, Luis teria visto a filha consumindo maconha com os dois. Descontente com a situação, teria dado uma bronca no trio. Eles disseram que quando Luis foi entrar na casa recebeu um golpe na cabeça e ficou desacordado.
Com medo da reação da vítima, eles o mataram com golpes de faca no abdômen e no pescoço. Depois de morto, Luis foi colocado no próprio carro, com o corpo sendo jogado num matagal. O carro foi queimado nas proximidades da sede campestre do Clube 28 de Maio.A ossada de Luis foi encontrada em duas partes, nos dias 2 e 5 de maio.
No primeiro depoimento, a filha disse que somente assistiu a morte do pai, mas não participado e nem planejado. A mãe da menina contou que nem viu e muito menos participou do crime.
Entretanto, essa versão não convenceu a Polícia. Uma investigação mais aprofundada revelou outro cenário, ainda mais cruel. Mãe e filha planejaram o crime, que foi executado pelos dois jovens.
Durante a manhã da terça-feira, 25, a Polícia Civil prendeu de forma preventiva rapaz de 19 anos e a mulher temporariamente, ambos foram encaminhado para o Presídio Regional de Santo Ângelo. Já a menina de 16 anos e o jovem de 17 foram encaminhados para o Centro de Atendimento Sócio Educativo (Case).
O delegado informou que com base na investigação e materiais colhidos ele vai concluir o inquérito nos próximos dez dias, indiciar os acusado e remeter a Justiça.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar