Corpo de mestre de obras sequestrado é encontrado

 

 

Foi encontrado pela Polícia Civil o corpo do mestre de obras, Angelin Alceu Della Flora, 57 anos, na tarde desta sexta-feira, 19, nas águas do Rio Jacuí, localidade de Passo Real, interior de Cruz Alta.

 

O cadáver estava em estado de decomposição e vai passar por necropsia no Instituto Médico Legal de Cruz Alta (IML). O corpo deverá ser liberado à família neste sábado, 20.

 

A Polícia Civil já deteve três suspeitos de participação no sequestro e morte de Angelin. O mestre de obras estava desaparecido desde segunda-feira, 15, quando foi levado de uma obra, em Ijuí, por quatro homens.

 

A Polícia não tem mais dúvidas quanto à autoria do crime. O autor, Adelar Duarte, é ex-presidiário e ainda não foi localizado. Segundo a Polícia,ele também é o responsável pela morte de sua ex-companheira, que teve um relacionamento com o mestre de obras.

 

O sequestro, a tortura e as prisões

Na manhã de quarta-feira, 17, a Polícia Civil recebeu informações de que dois indivíduos estariam em atitude suspeita no interior do um matagal de uma propriedade rural em Cruz Alta. Após verificação, foram encontrados dois homens, sendo que um deles possuía uma câmera onde havia um vídeo com cenas de um homem sendo torturado.

 

Segundo a Polícia Civil trata-se do mestre de obras Angelim Alceu Della Flora, 57 anos, vítima de sequestro na segunda-feira em Ijuí, e que teria sido levado até Cruz Alta pelos sequestradores.

 

Segundo o Delegado de Polícia de Ijuí, Mauricio Posselt, foram realizadas buscas na propriedade, que teria servido como cativeiro, utilizando cães farejadores com o objetivo de encontrar o corpo da vítima.

 

Um dos homens presos aparece no vídeo, o outro teria dirigido o carro para auxiliar no sequestro. Na sexta-feira, 19, mais um suspeito foi preso.

 

Além da câmera, foram apreendidas uma jaqueta, uma corrente similar a que aparece no vídeo e um revólver com os suspeitos. Eles foram encaminhados até a Delegacia de Polícia de Ijuí, onde devem ficar a disposição da justiça. A Polícia possui mais um mandato de prisão para cumprir. O mentor do crime está desaparecido. As investigações seguem.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar