Força-tarefa investiga crimes cometidos no interior

 

Preocupada com a onda de crimes que estão sendo registrados em propriedades rurais de Santo Ângelo e região, a Delegacia Regional de Polícia decidiu criar uma força-tarefa para combater esses delitos.

 

Nos últimos dias, casos de invasão a residências com moradores sendo feito de reféns e alguns agredidos foram registrados, o que foi o estopim para que a Polícia Civil tomasse a providência de criar a força-tarefa. Os trabalhos de investigação da força tarefa, já começaram.

 

DUAS LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

De acordo com o delegado regional Fernando Sodré, a equipe de policiais será coordenada pelo delegado Rogério Junges e a delegada Josiane Froehlich. Eles contarão com policiais que farão um trabalho focado nesta área de criminalidade.

 

“Já estão sendo analisados o tipo de criminosos e como eles agem. Isso é muito importante para começar a investigação”, afirma.

 

Sodré salienta que foram estabelecidas duas linhas de trabalho. A primeira é trabalhar com a hipótese que os assaltantes sejam pessoas que fazem roubos para conseguir armas e dinheiro, para vender e comprar drogas. A segunda é que sejam um ou mais grupos que adotam a violência nos roubos em busca de dinheiro, armas, jóias e produtos eletrônicos para fortalecer seus parceiros e assim aumentar as equipes para cometer os crimes.

 

 

Foto: Rogério Sartori/AT

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar