Polícia indicia mãe que abandonou feto em lixeira

  

 

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) concluiu na semana passada e remeteu ao Poder Judiciário, o inquérito policial instaurado para apurar as circunstâncias em que aconteceu o abandono um feto na lixeira localizada na esquina das ruas Antunes Ribas e Marquês de Tamandaré.

 

De acordo com a delegada Elaine Maria da Silva, os exames periciais concluíram que o feto estava no oitavo mês de gestação e nasceu com vida, contudo, devido a falta de cuidados especializados, a criança faleceu logo após. Familiares afirmaram desconhecer a condição de gestante da mãe do bebê e não contribuíram com maiores esclarecimentos. A comprovação da maternidade se deu por exame de DNA e a mãe, de 32 anos, foi indiciada pelo crime de homicídio culposo e ocultação de cadáver.

 

O feto foi encontrado no dia 26 de junho de 2012, por uma senhora que estava procurando comida para dar aos seus cães em uma lixeira. Uma sacola um ticket de compra feita em um supermercado foi o ponto de partida da investigação. Foram conferidas as imagens das câmeras de vídeo da empresa. Com a imagem e o horário em que a compra foi feita, chegou-se a pessoa que a fez e, consequentemente, a mãe que colocou o feto na lixeira.

 

 

Foto: Rogério Sartori/AT

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar