Vinte e um detentos prestam prova para concluir o ensino fundamental

 

 

 

 

Vinte e um presidiários que cumprem pena no Presídio Regional de Santo Ângelo realizaram durante a terça-feira, 29, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), destinado a pessoas privadas de liberdade. Foram aplicadas quatro provas objetivas, contendo cada uma 30 questões, além de uma redação.

 

As provas foram aplicadas em todas as casas prisionais do Brasil, onde milhares de apenados tiveram a oportunidade de concluir ensino fundamental. De acordo com o administrador Mauri Eich, as provas foram aplicadas durante a manhã e tarde, em uma sala de aula dentro do Presídio. Inscreveram-se para fazer a prova 30 presos entre homens e mulheres, mas 21 acabaram fazendo a prova. No total cinco mulheres fizeram a prova e 16 homens.

 

Conforme Mauri, a maior parte dos presidiários não possui o ensino fundamental e esta foi uma grande oportunidade deles concluírem parte de seus estudos e assim terem uma nova chance de ressocialização. 

 

A coordenação da aplicação das provas ficou a cargo da professora Neuza Fatima de Melo da Silva, que informou de que a prova I abrangeu questões de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação. A prova II englobou questões de Matemática; a prova III, História e Geografia; e a última, questões de Ciências Naturais. O Presídio de Santo Ângelo, conta com uma população carcerária de 216 presos.

 

 

Foto: Rogério Sartori/AT

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar