Médico descarta dengue e exame de vítima é encaminhado ao Lacen


 

A Secretaria Muni­cipal de Saúde en­caminhou ainda ontem o exame de uma mulher de 42 anos que faleceu nas primeiras horas da ma­nhã desta segunda-feira, 23, no Hospital Santo Ân­gelo (HSA) para o Labo­ratório Central do Estado (Lacen), em Porto Alegre, para saber os motivos que levaram a vítima a contrair uma septicemia, infecção generalizada no organismo.

 

Inicialmente havia suspeita de que a vítima teria morrido em decor­rência do contágio de dengue, mas que acabou em princípio sendo des­cartada pelo médico da Unidade de Terapia In­tensiva (UTI), que assinou o atestado de óbito da pa­ciente. O fato foi confir­mado pelo coordenador de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal, Ubiratan Alencastro. A vítima era empregada do­méstica e era moradora do bairro José Alcebíades, zona leste da cidade.

 

Ubiratan disse que logo depois que tomou conhecimento do caso providenciou na coleta do material que se encontra­va no laboratório do hos­pital a fim de ser levada para o Lacen. A previsão de Ubiratan é de que dentro de dez a 15 dias o Laboratório Central deverá divulgar o resultado dos exames para saber o que origi­nou a infecção generali­zada. Ubiratan observa que neste período do ano o Lacen vem receben­do uma demanda muito grande de amostras.

 

DENGUE

 

Em Santo Ângelo, neste ano foram notifica­dos quatro casos suspei­tos de dengue. Já em Cai­baté, dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES) apontavam até a tarde de ontem ainda sete casos confirmados de dengue e 15 suspeitos em São Mi­guel das Missões.

 

Foto: Banco de Dados/AT

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar