Dilma confirma correção de 4,5% na tabela do Imposto de Renda


 

A presidente Dilma Rousseff confirmou nesta sexta-feira que a correção da tabela do imposto de renda ficará em 4,5%. Ela disse ter vetado o reajuste aprovado pelo Congresso, em 6,5%, porque “não cabe no Orçamento” a renúncia fiscal que o governo teria de fazer.

 

“Eu sinto muito. Porque não estamos vetando porque queremos. Estamos vetando porque não cabe no Orçamento Público”, explicou Dilma em entrevista a jornalistas. “Meu compromisso é 4,5%. Se por algum motivo não quiserem os 4,5%, vamos ter de abrir um processo de discussão novamente.”

 

A correção da tabela do imposto de renda de pessoas físicas geraria um impacto de R$ 7 bilhões aos cofres públicos, ante uma perda de cerca de R$ 5,3 bilhões com o reajuste proposto pelo governo.

 

A tabela com reajuste de 6,5% foi aprovada pelo Congresso no ano passado, por iniciativa da oposição. Parlamentares levam em conta a inflação oficial de 2014 para defender a derrubada do veto da presidente. 

 

Foto: Divulgação

Fonte: Terra

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar