Sartori é eleito governador do Rio Grande do Sul em 2º turno

 

 

Com 61,21% dos votos válidos e100% das urnas apuradas, José Ivo Sartori (PMDB) é eleito o novo governador do Rio Grande do Sul. Seu concorrente, Tarso Genro (PT) somou 38,79%.  Os candidatos disputaram o voto de 8.392.033 eleitores gaúchos para chegar ao Palácio Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul.  Os votos brancos, até o momento, contabilizam 3,09%. Já os nulos equivalem 4,98% do total apurado.

 

1° turno

Também concorreram ao cargo máximo do executivo local Ana Amélia Lemos (PP), que somou 21,79% dos votos (1.342.115), Vieira da Cunha, 4,27% (263.062), Roberto Robaina (PSOL), 0,77% (47.138 votos), Estivalete (PRTB) 0,16% ( 10.154) e Humberto Carvalho (PCB), 0,04% (2.253). Os votos brancos somaram 6,57% (458.233) e os nulos 5,16% (360.256). Abstenções 16,80% (1.408.386).

 

Perfil

José Ivo Sartori (PMDB): O ex-prefeito de Caxias do Sul, concorre ao governo gaúcho com o apoio da coligação formada pelo PMDB, PSD, PPS, PSB, PHS, PTdoB, PSL e PSDC, e tem como candidato a vice o presidente regional do PSD, José Paulo Cairoli. Natural de Farroupilha, Sartori é formado em filosofia pela Universidade de Caxias do Sul. Em 1976, foi eleito vereador de Caxias do Sul. Em 1982, chegou à Assembleia Legislativa, para onde foi reeleito por quatro mandatos consecutivos. Em 2002, conquistou uma vaga de deputado federal, mas, em 2004, foi eleito prefeito de Caxias do Sul e reeleito em 2010 para o mesmo cargo.

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar