Anvisa interdita lote de extrato de tomate após detectar pelos de roedor no produto

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária mandou interditar lotes de extrato de tomate da marca Knorr Elefante. Laudo apontou fragmentos de pelo de roedor “acima do limite de tolerância”, além de problemas no rótulo. Lote: L6 com validade de 21 de maio de 2015. 

 

É fabricado pela Cargill, na unidade de Goiânia, em Goiás. A medida já entra em vigor hoje, com a publicação feita no Diário Oficial da União. É cautelar e, portanto, vale por 90 dias. Quando autoridades de saúde determinam a interdição, a fabricante tem a obrigação de recolher o que já foi enviado para o mercado. O SAC da empresa é no telefone 08006480808, mas deve iniciar atendimento a partir das 10h.

 

Tolerância

Resolução da Anvisa define limites de tolerância para matérias estranhas em alimentos e bebidas. Para fragmentos de pelos de roedores em derivados de tomate, é tolerado 1g em 100g.

 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar