Casal homoafetivo desiste de casamento coletivo em CTG do RS

 

 

 

 

Um dos casais homossexuais que participaria do casamento comunitário coletivo em Santana do Livramento, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, desistiu da cerimônia. Um dos motivos seria a repercussão, para elas negativa, da polêmica que o local para a realização do evento causou. A celebração está marcada para o dia 13 de setembro, no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Sentinelas do Planalto.

 

O casal comunicou a decisão a um jornal impresso local e afirmou que já tinha providenciado até as lembrancinhas para o evento. É o segundo casamento coletivo que ocorre na cidade, que faz fronteira com Rivera, no Uruguai.

 

Antes mesmo do cadastro, a possibilidade de um espaço tradicionalista receber um casamento entre pessoas do mesmo sexo dividiu opiniões na cidade. Além disso, a data marcada para a celebração é na semana dos festejos da Revolução Farroupilha, o que acirrou ainda mais a polêmica. A ideia de celebrar a união em um CTG foi sugerida pela diretora do Foro de Livramento, juíza Carine Labres. As alianças serão dadas gratuitamente ao casais.

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar