Felipão convoca o torcedor: “É o nosso Mundial”

 

Antes mesmo da primeira pergunta em entrevista na Arena Corinthians, onde a seleção brasileira estreia na Copa do Mundo, nesta quinta-feira, às 17 horas, contra a Croácia, Luiz Felipe Scolari pediu a palavra. E foi logo chamando a torcida para seu time, “A todos eu quero dizer que chegou a hora, vamos todos juntos, é o nosso Mundial”, disse o treinador, no dia seguinte da triste notícia da morte de um sobrinho em acidente de carro no Interior do Rio Grande do Sul.

 

Antes, Felipão lembrou de torcedores VIPs e anônimos. Agradeceu mensagens de apoio da presidente Dilma Rousseff, do senador Aécio Neves, candidato contra Dilma à presidência em outubro, aos ex-presidentes FHC e Lula. E também ao ministro do STF, Gilmar Mendes. Por fim, os “milhares” de brasileiros que mandaram cartas de apoio e aqueles que tentaram ver um treino do time em Teresópolis, onde se prepara para o torneio.

 

Depois, ao responder as perguntas, Felipão falou sobre a perda do sobrinho, e também de um cunhado que faleceu logo no começo da preparação para o Mundial, “A vida segue. Se faz o que temos que fazer e depois vamos em frente. Encontro forças no trabalho desse pessoal, no ambiente. Esse pessoal se corrige sozinho, mudando alguma coisa para melhorar,” falou o treinador, que apresentou esse momento para elogiar a Arena Corinthians.

 

Felipão reconheceu uma dose de ansiedade antes da estreia, mas nega que isso vai afetar seu sono no hotel na zona sul paulistana que abriga a delegação. “Já disse 100 vezes, e a Olga [esposa do treinador] vai dizer a mesma coisa. Eu durmo bem. Não sei se faço outras coisas bem, mas dormir bem eu faço.

 

E esta noite eu vou dormir bem”, garantiu o treinador, que falou sobre o estágio de preparação da equipe. “Estamos a 80%, mas evoluindo nos treinamentos. Outras seleções fizeram cinco jogos de preparação, mas nós fizemos apenas dois testes”. estamos em boas condições para passarmos da primeira fase e seguirmos em frente.

 

NEYMAR

Felipão deu entrevista ao lado de Neymar. Questionado sobre quem seria o craque da Copa, ele também não teve dúvidas. Apontou para o atacante, mas fez uma ressalva: “O craque será o campeão porque não adianta ser craque se não for campeão. Só há um objetivo em todas as equipes: ser campeão do mundo”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar