Santo Ângelo sofre derrota histórica e da adeus á divisão de acesso

 

O Santo Ângelo sofreu uma derrota com direito a goleada histórica na noite de ontem, 11, em partida contra o Cerâmica, em Gravataí. O primeiro gol veio logo no primeiro minuto de jogo, Rafinha abre o placar para o Santo Ângelo depois de uma falha do goleiro Altieri. O segundo gol do Cerâmica não demorou á vir.

 

Danilo aproveitou que a zaga estava desprotegida e marcou o segundo. Aos 20 minutos, Rafinha mais uma vez balança a rede, e marca o terceiro para o time de Gravataí. Mas aos 44 minutos, em uma cobrança de pênalti, Buda fez o gol que poderia mudar o rumo da partida. Poderia, mas não mudou.

 

Aos oito minutos do segundo tempo, o Cerâmica balançou a rede mais uma vez com uma jogada de Rodrigão, que se aproveitou de uma falha na defesa do time missioneiro para marcar.  O Santo Ângelo precisava correr atrás para reverter o placar e conseguir a classificação, mas o time não mudou o ritmo.

 

E quando o torcedor missioneiro acreditava que não poderia piorar, Danilo de fora da grande área, com a perna direita marcou o quinto gol para o Cerâmica. Se uma classificação já parecia difícil, agora era praticamente impossível. O Cerâmica mostrou que não estava para brincadeira, e aos 24 minutos, Franciel marca sem dó o sexto gol, eliminando todas as chances de participação na divisão do acesso do time missioneiro.

 

E para fechar a partida com chave de ouro, o time de Gravataí balançou a rede mais uma vez, finalizando com uma goleada histórica em cima do Santo Ângelo. Com o resultado, o time missioneiro está eliminado das quartas de final. Na classificação geral, dos 16 participantes, terminou na 9ª colocação, com 22 pontos em 15 partidas. 

 

 

Rodrigo Figueiró/Cerâmica

 

Comentários   

 
+1 # Rodrigo Bergsleithne 12-05-2014 12:05
10 anos na Segunda Divisão!

Sempre os mesmos problemas:
A) time montado às pressas.
B) os mesmos nomes (ao menos a maioria) na diretoria.
C) os mesmos nomes (ao menos a maioria) como treinador e comissão técnica.
D) As mesmas promoções de marketing pensando como clube pequeno e não como clube que representa 3 agremiações que foram campeões estaduais no passado.
E) Sempre a falta de investimentos por que os empresários não investem pelo o que citei no exposto A, B, C e D.
F) Quase sempre o diretor de futebol é um desconhecido do futebol. Ou seja, "não viveu o vestiário (não foi jogador, não foi boleiro)".
G) O egocentrismo sempre faz com que o clube ache que é um clube grande que "apenas caiu para a Segunda Divisão em 2004". Olha o exemplo do Tupy de Crissiumal, formado sem recursos e numa cidade de 15 mil habitantes, olha onde chegou! Lá existe uma coisa chamada HUMILDADE, o que não vemos na Zona Sul.
Responder | Responder com citação | Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar