Árbitro de Figueirense x Inter relata agressões e 'tumulto' na súmula

 

O Figueirense deu muito trabalho ao Internacional, mas acabou derrotado por 2 a 1 no último sábado. O gol anotado por Wellington Silva, nos últimos segundos de jogo, gerou uma grande confusão no gramado do Orlando Scarpelli. Na súmula da partida, o árbitro Marcelo Alves Silva relata que foi agredido depois do apito final.

 

"Após o término da partida e ainda dentro de campo, recebi um empurrão com as duas mãos em meu peito do atleta do Figueirense, Thiago Heleno. Informo que não foi possível apresentar o cartão vermelho devido ao tumulto generalizado", escreve no documento o apitador, que afirma também ter recebido agressão de França.

 

"Ato contínuo recebi um empurrão pelas costas", informa. "O que me fez correr em direção ao policiamento. Só foi possível identificar o jogador em função do assistente Luiz Teixeira. Informo que o atleta citado continuou correndo atrás de mim com a clara intenção de me agredir", explica, lembrando ainda que França já havia sido expulso durante a partida e invadiu o campo de jogo ao final.

 

O comportamento da dupla do Figueirense deve render gancho do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Thiago Heleno e França podem ser enquadrados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de quadro a 12 partidas para atletas que praticarem "agressão física durante a partida".

 

Mas nem só o clube catarinense precisa se preocupar com os julgamentos do Tribunal. Como a torcida colorada acendeu sinalizadores nas arquibancadas, o Internacional também pode ser réu nos próximos dias. De qualquer forma, a vitória assegurou ao time gaúcho o terceiro lugar do Brasileirão e, por consequência, uma vaga direta à fase de grupos da Copa Libertadores 2015.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar