Após polêmica, Alán Ruiz nega provocação ao Inter em comemoração

 

A comemoração do meia Alán Ruiz em seu segundo gol no Gre-Nal gerou confusão com os jogadores adversários. Porém, o argentino fez questão de enfatizar que sua atitude não foi com a intenção de provocar os colorados. Segundo ele, o gesto foi para sua família, e não para os rivais.

 

"Não (foi provocação), minha família estava lá. Em nenhum momento quis provocar. Se eles tomaram desse modo, o problema é deles. Eu fui naquele local pela presença da minha família", explicou o jogador.

 

Alán Ruiz, após marcar seu segundo gol no clássico, virou as costas para o banco onde Abel Braga, treinador do Inter, estava. No entanto, nas arquibancadas atrás da área técnica, havia torcedores do Grêmio.

 

Depois da partida, o meia postou uma foto no Instagram ao lado de Luan fazendo alusão à vitória por 4 a 1. Nesta segunda-feira, mirou o compatriota D’Alessandro com a frase "Para ser melhor, tem que jogar".

 

"Não tenho nenhum tipo de relação com Andrés (D’Alessandro), o conheço desde quando era jogador do San Lorenzo, mas nunca jogamos juntos. Ele fez isso quando perdemos o Gaúcho, por isso não podem reclamar", afirmou Alán Ruiz.

 

A situação do jogador no Grêmio ainda é incerta. O prazo de seu empréstimo no Tricolor é até o fim desta temporada, sendo o meia vinculado ao San Lorenzo. Os gaúchos negociam na tentativa de reduzir o valor da compra dos direitos econômicos do atleta.

 

"Este assunto, não estou tratando muito. A minha cabeça está nestas cinco partidas para buscar a vaga na Copa Libertadores", declarou o argentino.

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar