Alex compara vexame do Inter ao 7 a 1 sofrido pelo Brasil na Copa

 

O Internacional viveu seu dia de Brasil contra Alemanha na Arena Índio Condá. Esta foi a comparação realizada pelo meia Alex logo após a goleada de 5 a 0 sofrida pelo time colorado diante da Chapecoense, nesta quinta-feira. Segundo o meia, que classificou a atuação da equipe como uma "vergonha", o resultado construído pelos catarinenses foi merecido.

 

"Uma vergonha, fazer o quê? Vimos isso na Copa acontecendo com o Brasil, e você acha que nunca vai acontecer contigo. Erramos muito, e eles mereceram fazer os cinco gols", afirmou o meia, na saída de campo. "É triste, lamentável, mas, quanto menos falarmos agora, é melhor. Vamos recuperar pensando no domingo", disse o atacante Nilmar, reestreante da noite.

 

A última vez que o Internacional levou 5 a 0 foi em 2003. Pela última rodada do Brasileirão, o time então treinado por Muricy Ramalho sofreu uma derrota exatamente por este placar para o São Caetano, de Tite, e ficou fora da Libertadores. Um fiasco que não se repetia havia 11 anos, e que terá seus reflexos no domingo, acredita o diretor de futebol Marcelo Medeiros.

 

"Para reverter essa noite desastrosa, precisaremos da paciência do nosso torcedor. Ele está sangrando hoje. Não vamos conseguir apagar o jogo de hoje, mas estamos em uma posição importante em termos de briga por Libertadores. Ainda assim, é uma noite difícil de esquecer", declarou o dirigente, projetando a partida contra o Fluminense, no domingo, no Beira-Rio.

 

"A culpa também é da vice-presidência de futebol. Seria leviano de minha parte não assumir minha parcela de responsabilidade nos sucessos e insucessos da equipe", completou Medeiros, negando que a confiança no trabalho do técnico Abel Braga tenha se abalado com o fracasso em Chapecó.

 

Foto: Gazeta Press

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar