Alex diz que Inter está pronto para ser campeão e pede que Dunga convoque mais jogadores do Cruzeiro

 

 

 

 

Longe de ser bonito, mas animador: foi com esse clima que o Internacional saiu de campo após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR neste sábado, na Arena da Baixada, em confronto válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em um jogo marcado pela forte chuva no primeiro tempo e um futebol fraco na partida inteira, o time colorado conseguiu se segurar na defesa com uma bela atuação do goleiro Dida e marcou no fim do segundo tempo com o criticado Rafael Moura.

 

Para o meia Alex, a dureza do jogo mostrou um Internacional, que há três jogos enfrentava um forte protesto da torcida e hoje se consolidou na terceira colocação do Brasileiro, pronto para conquistar o título nacional, cuja taça foi conquistada três vezes pela equipe do Beira-Rio sendo a última delas na edição de 1979.

 

"O importante é ver que nosso time está pronto para a luta. Isso vai se montando com o tempo. É assim que se conquista campeonatos. Não é qualquer um que conquista campeonatos, ganhar qualquer um ganha. Hoje nós estivemos prontos, isso mostra o nível de competitividade que é necessário ao campeonato", disse o atleta, bastante animado com o desempenho da equipe em Curitiba.

 

Com 41 pontos, o Inter está a oito pontos do Cruzeiro. Ou seja, mais do que não depender apenas de si, o time colorado ainda precisa torcer para que o clube celeste perca, pelo menos, três partidas até o fim do Campeonato - mesmo número de derrotas que a equipe de Belo Horizonte sofreu até agora passado mais da metade da competição.

 

Além do técnico Abel Braga e do presidente Giovanni Luigi, He-Man virou alvo de protestos da torcida no último mês por conta da péssima fase que tomou conta da equipe colorada no período em que o time chegou a acumular quatro derrotas em cinco partidas e saiu da liderança provisória para o terceiro lugar, quase fora do G-4.

 

O Internacional volta a campo pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, 24, contra o Criciúma no Beira-Rio.

 

 

Foto: Internacional

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar