Inter volta a cair na terceira fase da Copa do Brasil

 

 

 

 

A queda estava próxima, até pela derrota por 2 a 1 no jogo de ida. O Inter ainda viajou a Fortaleza sem seis titulares para enfrentar o Ceará no jogo de ida pela terceira fase da Copa do Brasil, o que complicou um pouco mais a situação. Resultado: má atuação e mais uma eliminação no torneio, com nova derrota. Desta vez por 3 a 1, no Castelão lotado, na noite desta quarta-feira.

 

 

O alijamento no torneio na terceira fase ocorreu pela sétima vez em 20 participações. O que dá uma assiduidade de 35%. Na edições anteriores, o Colorado caiu nesta etapa em 1994 - também para o Ceará - , 96 para o Flamengo, 2000 para o Botafogo, 2002 para o Atlético-MG, 2004 para o Vitória, e 2005 para o Paulista.

 

Além de sofrer com quedas prematuras, o Inter segue sem superar os cearenses. Nas três vezes que enfrentou a equipe pela Copa do Brasil, saiu com o revés. Para piorar, nos últimos cinco embates contra o Ceará, não teve uma vitória sequer. São quatro derrotas e um empate.

 

 

Após a eliminação desta edição, o vice de futebol Marcelo Mederos falou com a imprensa ainda no Castelão e admitiu que o rival foi superior ao Colorado nos dois confrontos, "Viemos a Fortaleza para tentar reverter a vitória merecida do Ceará no Beira-Rio. Não jogamos bem no primeiro tempo e iniciamos a segunda etapa com uma postura diferente. Temos q ter humildade e parabenizar o Ceará", afirma.

 

Abel fez coro ao dirigente. O técnico reconheceu que seu time, vice-líder da Série A com 28 pontos, dois atrás do Cruzeiro, não foi páreo ao primeiro da Série B (com 31), “O adversário foi mais forte que meu time”, sintetizou.

 

 

Com o resultado, os comandados de Abel Braga disputarão a Copa Sul-Americana, onde buscarão o bi (foram campeões em 2008). Antes, no entanto, concentrarão suas forças no Brasileirão. Neste sábado, às 18h30, enfrentam o Goiás pela 15ª rodada.

 

 

Alexandre Lops/Internacional

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar