Inter suspende torcidas organizadas e exclui sócios envolvidos em briga após jogo

 

 

O Inter anunciou nesta quinta-feira a suspensão de duas torcidas organizadas, envolvidas em uma briga após o jogo entre Inter e Flamengo, no último domingo. A punição a Guarda Popular e Nação Independente vale pelos próximos dois jogos do Colorado no Beira-Rio.

 

Em nota no site oficial, o clube gaúcho também anunciou a exclusão de seis associados do quadro social da instituição. Eles estavam entre o grupo de 11 torcedores identificados, presos na segunda e posteriormente soltos na terça, mediante pena de não frequentarem estádios de futebol em jogos da dupla Gre-Nal.

 

O Ministério Público (MP) já defendia a responsabilização das torcidas organizadas pela briga. Na quarta, uma decisão judicial determinou que a direção do Inter suspendesse do quadro social os envolvidos.

 

O confronto ocorreu no domingo, na Avenida Borges de Medeiros, no centro de Porto Alegre, em frente a um posto de combustível. De acordo com o major Francisco Vieira, comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, a briga começou por volta das 19h entre torcedores da Nação Independente, que bebiam na loja, e da Guarda Popular, que se aproximaram do local.

 

A Guarda Popular, uma das principais organizadas do clube, manifestou-se sobre o incidente em uma rede social e, segundo a nota publicada na última segunda-feira, nenhum dos integrantes da torcida participou do confronto. A Nação Independente, também citada pela polícia na confusão, não comentou o assunto publicamente.

 

Confira a nota oficial do Inter desta quinta:

O Sport Club Internacional suspendeu as torcidas organizadas Guarda Popular e Nação Independente pela briga entre seus integrantes depois do jogo entre Inter x Flamengo em frente a um posto de gasolina a cerca de três quilômetros do estádio.

 

Os integrantes das duas torcidas não poderão utilizar suas faixas, instrumentos musicais e não terão acesso ao estádio como integrantes de organizada. Além disso, os seis associados que estavam na lista dos 11 envolvidos na briga estão excluídos do quadro social do Clube. Os outros cinco envolvidos não poderão se associar ao Clube mais. A punição vale pelos próximos dois jogos no Beira-Rio.

 

Foto: André Ávila/ Correio do Povo

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar